Winter 2


Olá queridos,

Antes de tudo, desculpem o sumiço, eu estava de mudança para a Alemanha (vou falar mais disso no canal), e só agora consegui retomar com o blog.

Quem ai esta acompanhando a série Crônicas Lunares? Estamos já na resenha do último livro, que quiser saber mais sobre os anteriores acesse aqui:  Cinder Scarlet, Cress.

Autor: Marissa  Mayer

Editora: Rocco

ISBN: 9788579803086

Ano: 2016

Páginas: 688

Tradutor: Regiane Winarski

Skoob

Contra – Capa:  Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de ini¬ciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?

Resenha:

Neste último livro da série vamos ter o desvendar da vida de todos os nossos heróis e vamos conhecer a princesa Winter que nos foi apresentada no final do último livro.

Todos devem lembrar que Scarlet esta como prisioneira em Luna e virou o bichinho de estimação da princesa Winter, princesa que Levana acha maluca. Cinder ainda esta com o imperador Kai para impedir o asamento e agora eles querem dividir para conquistar e dominar Luna de uma vez por todas.

Winter começa de uma maneira empolgante, cheios de segredos e planos para a invasão. Kai volta e finge que nada aconteceu para que Levana prossiga com o casamento, já Cinder invade Luna e pede a ajuda dos civis para ganhar esta guerra.

 

“- Minha madrasta não é poderosa só porque as pessoas têm medo dela, ela é poderosa porque pode fazer com que as pessoas a amem quando precisa. Nós achamos que, se escolhemos fazer só o bem, somos apenas bons. Podemos fazer as pessoas felizes. Podemos oferecer tranquilidade ou alegria ou amor, e achamos que isso deve ser bom. Nós não vemos a falsidade se tornando um tipo particular de crueldade.”

A rebilião começa a teremos muito o que entender a acompanhar, Cress, Cinder, Winter e todos estão cada um em um momento e ponto da rebelião, tornando tudo ainda mais dinâmico.

“- O reinado de Levana está chegando ao fim. Eu voltei para recuperar o que é meu.”

Descobrimos que Winter fará uma grande diferença nesta guerra e poderá ajudar ou perder a rebelião com poucas palavras. Confesso que não curti muito os romances neste livro, parece um pouco forçado e o romance de Cinder e Kai, por exemplo, quase some.

“- Você precisa deixar essa forma de pensamento para trás. Somos nós contra ela, Winter. De agora em diante, preciso que você pense como alguém que quer sobreviver.”

Claro que não é tudo simples, uma guerra não é fácil de se ganhar e logo os heróis começam a improvisar e ter que lidar com coisas não previstas.

“Ela sentia como se estivesse jogando um daqueles jogos de estratégia de Cress. Todos os peões dela se encontravam em posição, e o ataque final estava prestes a começar.”

 

No final do livro confesso que não curti tanto assim, parece que faltou um epilogo ou algo assim, mas a leitura inteira é de tirar o folego. Você não quer largar o livro em momento nenhum, e claro, um ótimo fechamento para a série.

“Thorne não se afastou. Ele só passou o braço pelas costas dela, e ali estava a proteção delicada da qual ela se lembrava. A respiração dele estava tão errática quanto a dela.
– Cress. – Ele disse o nome dela como uma promessa.”

 


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

2 thoughts on “Winter