Uso dos Porquês 1


A dica de hoje é sobre o uso dos “Porquês” que  muita gente mesmo estudando ainda tem dúvidas na hora de escrever.
São quatro tipos de utilização dos nossos  amigos “Porquês”, então preste bastante atenção para não confundi-los e consulte o uso deles sempre que ficar na dúvida.
“Por que”

Vamos começar com o “Por que” separado e sem  acento. Esse tipo de “Por que” é usado em frases interrogativas, olhando pela
gramática dizemos que é um advérbio interrogativo.

Se quisermos ter certeza se a utilização está  correta podemos tentar substituir o “Por que” por “pelo(s) qual/quais”,
“pela(s) qual/quais”, mas nesse caso só irá funcionar se o “Por que” estiver no  sentido de pronome relativo.

Por que você acordou cedo? (Frase  interrogativa direta)

Por que você quer essa informação? (Frase interrogativa  direta)

Posso saber por que você não foi para a escola  ainda? (Frase interrogativa direta)

Eu quero saber por que eu tenho que fazer  isso. (Frase interrogativa indireta)

Ele quer saber por que você ainda não entrou  no banho. (Frase interrogativa indireta)

“Porque”

 Esse é um dos “Porquês” mais fácil de ser  identificado, pois sempre usamos ele em explicações. Ele estabelece uma causa, explicação u finalidade, uma conjunção subordinativa causal, ou coordenativa explicativa, portanto estará ligando duas orações. Para facilitar, dizemos que se pode substituí-lo por “já que”, “pois” ou “a fim de que”.

Não saí de casa, porque minha mãe não deixou. (já que)

É uma conjunção, porque liga duas orações. (pois)

Estudem, porque aprendam. (a fim de que)

Eu não fui a escola, porque estava doente. (pois)

 “Por quê”

Esse tipo de por que é bem simples. Sempre que a palavra “que” estiver no final da frase ela ganha o acento, independente do que vem antes dela ou quando a expressão estiver isolada

Ela não me ligou e nem disse por quê.

Você está rindo de quê?

Você veio aqui para quê?

Ele foi embora por quê?

Você é a favor ou contra? Por quê?

“Porquê”

Esse por que funciona como um substantivo, por isso somente poderá ser utilizado, quando for precedido de artigo (o, os),
pronome adjetivo (meu(s), este(s), esse(s), aquele(s), quantos(s)…) ou numeral (um, dois, três e etc).

Eu quero saber o porquê das coisas.

Ninguém entende o porquê de tanta confusão.

Este porquê é um substantivo.

Quantos porquês existem na Língua Portuguesa?

Existem quatro porquês.

Menu


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

One thought on “Uso dos Porquês