Um Perfeito Cavalheiro 10


Olá queridos,

Quem gosta de romance de época? Este é o terceiro livro da série Os Bridgertons, já temos resenha dos primeiro livros aqui no blog: O duque e eu e O visconde que me amava

um_perfeito_cavalheiroAutor:  Julia Quinn

Editora: Arqueiro

ISBN: 9788580412383

Ano: 2014

Páginas: 304

Tradutor: Cássia Zanon

Contra – Capa: Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

Resenha:

Neste terceiro livro iremos conhecer Sophie Becket uma menina bastarda de um conde. Durante sua infância ela viveu com o conde e teve a melhor educação possível, após o conde se casar e trazer mais duas meninas para casa, Sophie começou a ter problemas. Sophie tentou ser amiga das meninas, mas a madrasta não permitiu e tentou expulsá-la várias vezes. Após a morte do conde Sophie tinha direito a uma herança e caso a madrasta a criasse como uma filha a madrasta receberia uma pensão, mas Sophie só ficou sabendo que o conde colocou em testamento que ela poderia morar na casa, com isso ela passou de filha para criada.

Trabalhando sem parar, sem salário e sem família Sophie estava desesperada para sair. Seu sonho era encontrar um príncipe encantado e tira-la daquele lugar. Em um belo dia teve um baile e ela foi escondida. Por ser um baile de mascaras ninguém sabia quem era ela, mas lá ela se encantou por Benedict. Uma noite mágica, mas com consequências terríveis.

Sua madrasta descobre e a expulsa de casa. Saindo com uma mão na frente e outra atrás ela tenta a sorte de arrumadeira com os Cavender, mas não dura muito, pois Phillip põe os olhos nela e quer abusar da moça. No dia que Phillip tentar estuprá-la ela tem um salvador, Benedict que não a reconhece do baile.

Ele tenta ajudar Sophie de várias maneiras e lhe arruma um emprego na casa de sua mãe. Diante da convivência pode surgir algo mais entre eles.

O livro é fofo, divertido e lindo. Até agora o meu preferido da série. Sophie é uma ótima personagem. Um ótimo livro para quem gosta de romance de época.


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

10 thoughts on “Um Perfeito Cavalheiro