Trono de Vidro 8


Oie queridos,

Quem gosta de Fantasia e aventura?

trono_de_vidroAutor: Sarah J. Maas

Editora: Galera Record

ISBN: 9788501401380

Ano: 2013

Páginas: 392

Tradutor: Bruno Galiza, Elton Mesquita, Mariana Kohnert, Rodrigo Santos

Skoob

Contra – Capa: Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, uma jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.

Resenha:

Neste primeiro volume da série, vamos conhecer Celaena Sardothien, uma jovem que é considerada a maior assassina do Reino de Adarlan.  Ela foi capturada e esta trabalhando como escrava nas minas de sal do reino, um ano após sua captura o livro começa. Ela esta fraca e desnutrida quando alguns guardas vão busca-la para mudar sua vida.

Trono de vidro é o primeiro volume de uma série cheia de polêmicas, amada por muitas pessoas e odiada por muitas outras, devido ao rumo que a série tomou…

 “Há algum tempo Celaena não sentia medo – não se permitia sentir medo. Todas as manhãs, quando acordava, repetia as mesmas palavras: Eu não terei medo. Durante um ano, essas palavras significaram a diferença entre se partir e ceder; evitaram que Celaena de despedaçasse na escuridão das minas.”

O rei esta criando uma ‘concurso‘ para definir o ‘Campeão do rei’, alguém que vai trabalhar para ele e que vai matar as pessoas que o incomodar e Celaena foi escolhida pelo príncipe herdeiro para lhe representar nestes jogos. Caso ela ganhe, terá que trabalhar para o rei por 4 anos, com um salário e depois ganhará sua liberdade.

 “Ela se lembrou das três grandes cicatrizes nas costas. Mesmo se conquistasse a liberdade… mesmo se conseguisse viver em paz em algum lugar… as cicatrizes sempre a lembrariam do que suportara. E que embora fosse livre, outros não eram.”

Durante as competições ela começa a ver coisas estranhas no castelo, pessoas sendo mortas de maneiras absurdas, tuneis secretos e símbolos malucos espalhados por todo lado e ela vai descobrir que vencer este concurso não vai ser seu maior problema.

 “Nada é coincidência. Tudo tem um propósito.”

O livro é cheio de mistérios e fantasia, magia e aventuras. Confesso que o concurso em si eu pensei que seria tipo uns jogos vorazes, com muito sangue, mas ele é mais tranquilo, o livro foca bem mais nos mistérios além dos campeões do rei.

 “Seria mais honroso morrer no duelo do que retornar para Endovier? Ou seria mais honesto morrer do que se tornar campeã do rei? Quem ele a mandaria matar?”

A leitura é rápida e envolvente, e em pouco tempo você já esta querendo descobrir todos os mistérios do castelo e doida para saber quem é amigo e quem é inimigo.

Adorei a leitura e logo venho com a resenha do segundo livro.


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

8 thoughts on “Trono de Vidro