Tipos de personagens 24


Existem vários tipos de personagens e para um autor iniciante saber os tipos de personagem pode ajudar na hora de montar a sua história, classificando como e quando cada personagem irá aparecer na história, priorizando as suas características da melhor forma possível.

Definição

Personagem é qualquer ser vivo de uma história. Pode ser um humano, um animal, um alienígena, um objeto,ou qualquer coisa que o autor inventar. Também podem ter nomes ou não, e ter qualquer tipo de personalidade. Um exemplo de livro que os personagens não tem nomes é o “Vidas Secas – Graciliano Ramos”.

Classificações:

Usando o livro “Harry Potter” e “Crepúsculo” como exemplo, vamos ver quais os tipos de classificação.

Por Importância no texto:

Principal ou protagonista: é o personagem mais importante da obra, no qual a história gira em torno dele. Geralmente é o herói e alguns casos pode existir mais de um. Pode acontecer também de ser um anti-herói, como no livro “Memórias de um Sargento de Milícias”.

Exemplo: Harry Potter, Isabela Swan e Edward Cullen

Antagonista: é o personagem que rivaliza o protagonista, quase sempre batalha com o mesmo no final da obra. Geralmente é o vilão e alguns casos pode existir mais de um.

Exemplo: Voldemort, James

Coadjuvante ou secundário:
é o personagem que ajuda o protagonista, na maioria das vezes tem amizade ou parentesco com o mesmo. A importância dele pode variar dependente da obra.

Exemplos: Ronald Weasley, Hermione Granger, Os Cullen

Oponente: é o personagem que ajuda o antagonista. Diferente dos coadjuvantes, que tem relacionamentos de amizade ou parentesco, estes geralmente servem ou trabalham para o antagonista.

Exemplo: Comensais da Morte, Victoria e Laurent

Anti-Herói: é o personagem principal do livro, mas que não é o herói do livro, geralmente esse personagem faz muitas coisas que os mocinhos não fariam, mas mesmo assim o leitor torce para que ele saia ileso das confusões.

Exemplo: Leonardo ou Leonardinho de Memórias de um Sargento de Milícias – Manuel A. de Almeida

Quanto a existência

Real ou histórico: são personagens que realmente existem ou existiram. Geralmente são citados em obras históricas ou jornalísticas.

Ficitício ou ficcional:
são personagens que não existem e são criados pela imaginação do autor, embora em alguns casos eles sejam inspirados em pessoas reais, ou seja, todos os personagens dos dois livros que temos como exemplo.

Real-ficcional: são personagens reais, mais com personalidade fictícia, ou seja, podemos supor que Isabela Swan ou Harry Potter existissem, mas eles teriam outra vida, outras características físicas e psicológicas.

Quanto a apresentação:

direta: é quando o personagem aparece de forma clara no texto, retratando suas características físicas e/ou psicológicas.

indireta: é quando os personagens aparecem aos poucos e o leitor vai construindo a sua imagem com o desenrolar do enredo, ou seja, a partir de suas ações, do que ela vai fazendo e como faz isso.

Quanto a narração:

narrador-personagem: conta na primeira pessoa a história da qual participa também como personagem. Sua maneira de contar é fortemente marcada por características subjetivas, emocionais. Um exemplo bem claro que a fic Os botões do Potter Essa proximidade com o mundo narrado revela fatos e situações que um narrador de fora não poderia conhecer ao mesmo tempo essa mesma proximidade faz com que a narrativa seja parcial, impregnada pelo ponto de vista do narrador.

narrador-observador: conta a história do lado de fora, na terceira pessoa, sem participar das ações. Ele conhece todos os fatos e por não participar deles, narra com certa neutralidade, apresenta os fatos e os personagens com imparcialidade. Não tem conhecimento íntimo dos personagens nem das ações vivenciadas, assim como o narrador do livro “Harry Potter”

narrador-onisciente:
conta a história em terceira pessoa, às vezes, permite certas intromissões narrando em primeira pessoa. Ele conhece tudo sobre os personagens e sobre o enredo, sabe o que passa no íntimo das personagens, conhece suas emoções e pensamentos. Você pode ver muito bem esse tipo de narração na fic Até que enfim você é minha

Quanto as caracteristicas:

Planas ou Estacionárias – são personagens construídas em redor de uma única qualidade ou defeito. Por isso, não alteram seu comportamento no decorrer da narrativa: é o irônico que está sempre fazendo ironias, o chato que só sabe ser chato, ou seja, são personagens que não apresentam contradições: são sempre boas ou más; corajosas ou mentirosas. Como exemplo, podemos citar Iracema, do romance Iracema, de José de Alencar.

 

Redondas ou Evolutivas – são personagens complexas; definidas por vários traços diferentes, cheias de contradições; apresentam comportamentos imprevisíveis, que vão sendo definidos no decorrer da narrativa, evoluindo e, muitas vezes, surpreendendo o leitor. Ora são covardes, ora corajosas; ora possuem virtudes, ora defeitos; enfim, expressam a verdadeira natureza humana.

Caso tenha dúvidas deixe seu comentário.

Menu

Consultoria para novos autores


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

24 thoughts on “Tipos de personagens