Poema sem acento 2


Poema sem Acento

O meu teclado quebrado

 Exercita meu poema:

Se ele fosse acentuado,

Eu me veria em problemas.

Se essa falta me limita,

Faz, contudo, analogia

Da complexidade inscrita

Na mais simples poesia:

Muitas vezes inexiste

A palavra apropriada

Pra tamanho sentimento,

E o poema fica triste…

A rima, desamparada,

Cai, naufraga, sem acento.

Ederson Peka


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

2 thoughts on “Poema sem acento