O diário de uma agente 3 – Parte 9


Anteriormente:

– Claro. Sentem-se. – respondi.

– Meu nome é Clarice, este é Pablo e este é Victorio. Fomos os terceiros colocados no concurso anteriores. E você?

– É o meu primeiro concurso. – respondi.

– Você deve estar um pouco ansiosa para a apresentação. – disse Pablo.

– Realmente estou. – menti.

Parte 9

– É normal. Mas vai ver como é um momento mágico quando estamos no palco, lá esquecemos de todos, e só resta você e seu parceiro. – disse Victorio com um brilho estranho nos olhos.

– Vai assustá-la deste jeito. – disse Clarice para Victorio. – Não ligue para ele não. Ele é gay.

Na piscina:

– Está se preparando para a apresentação à noite? – perguntou uma jovem.

– Como sabe que vou participar do concurso? – perguntou Lucas.

– Está na cara que você vai participar. Conheço todos esses dançarinos. Sou Gláucia. Minha mãe é uma das coordenadoras do evento.

– Sou Lucas. Prazer em conhecê-la.

– Deixa eu tentar adivinhar sua idade… Tem dezoito? –perguntou a menina.

– Não. Tenho dezenove anos. Passou perto. – respondeu Lucas rindo.

– Tenho quinze anos.

– Por que não participa do concurso? – perguntou Lucas.

– Minha mãe não deixa. Ela diz que é muito perigoso. –respondeu Gláucia.

– Perigoso? – perguntou Lucas curioso.

– Não sei por que ela diz isso, mas…

Na quadra:

– Quer jogar? – perguntou um senhor.

– Agora não. Não sou muito bom em futebol. – respondeu Guilherme.

– Vamos! Eu estou de próximo. Você pode entrar no meu time. Está faltando um jogador. Que indelicadeza a minha, meu nome é Fred.

– Prazer sou Guilherme. Sou participante do concurso e você? – perguntou Guilherme.

– Sou técnico. Ajudo com as músicas. Mas estou de folga agora. Só trabalho depois do almoço. – respondeu Fred. – Venha. Vou te apresentar o time.

Na cozinha:

– Está perdida mocinha? – perguntou uma moça de uns 20 anos.

– Não. Só estou verificando se a cozinha é limpa. – mentiu Kelly.

– Qual seu nome? – perguntou.

– Sou Kelly e vocês? – perguntou Kelly.

– Sou Emily, maquiadora, e esta é Denise, figurinista. – respondeu Emily.

– Quer ajuda para se arrumar para a apresentação? – perguntou Denise.

– Não será necessário. Obrigada. – disse Kelly.

– Vamos dar uma volta. Mostramos tudo para você. – disse Emily.

– Vamos contar tudo sobre o que dizem do fantasma do primeiro lugar. – disse Denise.

– Que fantasma? – perguntou.

– Sempre um dos primeiros colocados acabam ficando paralíticos ou morrem antes do próximo concurso. – disse Emily naturalmente.

No salão de jogos:

– Olá! Posso me sentar aqui? – perguntou um jovem.

– Fique a vontade. Qual seu nome? – perguntou Yasmim.

– Sou Richard. Prazer. E você? – perguntou o menino.

– Me chamo Yasmim.

– Lindo nome. E o que uma linda dama faz aqui sozinha? – perguntou Richard gentilmente.

– Só estou vendo as pessoas.

– E por que não joga com elas? – perguntou

– Não sei jogar nada disso.

– Não sabe jogar nem ao menos xadrez ou damas?

– Sei. Mas não estou vendo o xadrez. – respondeu Yasmim.

– Se aceitar jogar uma partida comigo mostro onde estão guardados.

– Negócio fechado. E você faz o que aqui? Vai se apresentar?

– Não. Meus pais vão se apresentar. Apesar de terem ficado em último lugar ano passado, não desistiram. –respondeu

– E por que veio com eles?

– Além de dar um incentivo moral, eles disseram que esse ano, todos terão uma surpresa no final do concurso.

Mais tarde nos encontramos no restaurante para comer. Cada um contou o que descobriu. E nossa lista só havia aumentado. E a cada hora descobrimos algo que pode nos levar ao bandido, mas nada certo naquele momento. Eis a nossa lista:

Michael Nome falso
Jenifer Nome falso
Fabiana —————————-
Clarice 3° colocada; odeia o segundo colocado.
Pablo Idem à Clarice
Victorio Gay; obcecado pelo 1° para representar os gays.
Gláucia Filha da coordenadora; surpresa no final do show
Fred Técnico
Emily Maquiadora; fantasma
Denise Figurinista; fantasma
Richard Filho Michael e Jenifer; surpresa no final do show.

Ninguém se conformou por que eu coloquei a Fabiana na lista de suspeitos se nem ao menos sei o porquê ela é perigosa.

– Você só colocou ela na lista por que ficou com ciúmes deu ter dado uma volta no hotel com ela. – afirmou Fábio.

– Eu não tenho ciúmes. Não sou nem um pouco ciumenta. O ciumento aqui é o Guilherme. – respondi.

– Não sou tão ciumento assim mãe. Você ainda ganha de mim. – respondeu Guilherme.

Todos riram, exceto eu.

– Eu vou atrás de outras pessoas e vocês colem no pessoal da lista. Quem sabe até o final do dia já saibamos quem é o bandido.

– Vocês estão aí! – disse o professor chegando.

– Quero todos daqui quatro horas no nosso camarim para começar a se arrumar. – disse o coreógrafo.

Depois de três horas e meia, na sala de jogos:

– Vamos jogar pimbolim? – pergunto Richard.

– Não sei jogar. – respondeu Yasmim.

– Eu te ensino.

– Não. Continue falando da sua mãe. – pediu Yasmim.

– Meus pais não têm graça. Eles tentam ganhar esse concurso a mais de cinco anos e agora cansaram de perder, disseram que esse ano ganham de qualquer maneira.

– E por quê? – perguntou Yasmim.

– Só te conto se for jogar pimbolim comigo.

– Mas eu já disse que não sei jogar. – disse Yasmim.

– Eu te ensino. Vem!

Richard chegou por trás de Yasmim pegou em sua mão, e com calma ensinando ela a jogar, mas Guilherme e Lucas chegaram nessa hora:

– Quem é aquele ali? – perguntou Lucas.

– Não sei. Devem ser namorados. Cadê a Yasmim? Não estou encontrando ela. – disse Guilherme parado na porta.

Depois de um tempinho procurando Lucas reconheceu Yasmim:

– Guilherme, aquela menina ali, é a Yasmim! – disse Lucas furioso.

– Eu vou arrebentar aquele cara. Ele deve ser o Richard. – disse Guilherme indo na direção da menina.

– Quem vai arrebentar a cara dele sou eu. – disse Lucas se adiantando.

Quando os dois chegaram perto, cutucaram Richard:

– Sai daqui! Não estão vendo que estão atrapalhando? Estou tentando ficar com a gatinha. – disse Richard para Guilherme e Lucas quando Yasmim estava distraída.

– Você vai ver com quem você vai ficar. – disse Lucas indo bater em Richard.

– Lucas! – gritou Yasmim reconhecendo a voz.

– Oi meu amor. – disse Lucas docilmente para Yasmim.

– Amor? – perguntou Richard sem entender.

– O que você estava tentando fazer com a minha namorada? – perguntou Lucas já empurrando Richard.

– Relaxa cara. Só estava ensinando a gatinha como se pega no pau, para poder jogar.

– Eu vou arrebentar você. – disse Lucas dando um soco no olho de Richard.

– Lucas! Pára! – gritou Yasmim segurando Lucas.

– Precisa de uma mulher para se defender? – perguntou Richard se levantando.

– Lucas você não vai brigar com ele.

– Mas Yasmim… – começou Lucas.

– Nada de mais. – disse Yasmim autoritária.

– Precisou do amiguinho para se defender? – perguntou Richard nervoso querendo arrumar confusão.

– Não sou amiguinho nenhum. – respondeu Guilherme.

– E é o que? Namorado? – zombou Richard.

– Ele é meu cunhado. – respondeu Guilherme. – E acho bom você pedir desculpas para ele e minha irmã.

– Pedir desculpas por quê? – perguntou Richard parecendo ofendido.

– Guilherme não! Guilherme! – pedia Yasmim.

– O que está acontecendo? – perguntou Kelly chegando.

– Segue o conselho da sua irmã. Você não vai querer apanhar na frente dela. – respondeu Richard.

Guilherme deu uma voadora em Richard que atingiu bem a cabeça dele.

– Guilherme! – gritou Yasmim. – Você poderia ter matado ele.

– Era a intenção. Não quero ninguém perto de você. – respondeu Guilherme ainda irritado.

– Ninguém! Também não é assim. – disse Lucas ainda nervoso.

– Vou reformular: não quero nenhum homem perto de você a não ser eu, papai, nossos tios e seu namorado. Entendeu? – perguntou Guilherme.

– Precisamos chamar um médico. – disse Kelly saindo.

– Ótimo. Agora o garoto esta com o olho roxo que o Lucas deu para ele e você quase quebrou o pescoço dele. Os dois estão felizes? Ele estava me contando por que a mãe dele disse que vai ganhar de qualquer jeito esse ano. Isso poderia acabar com a investigação.

– Contando o que com a mão em cima da sua? – perguntou Luca ainda enciumado.

– E com o corpo colado no seu? – perguntou Guilherme.

– Não vou discutir com vocês. – respondeu Yasmim saindo.

Alguns minutos antes do show começar:

– Não sei por que vocês brigaram com a Yasmim, mas resolvam o problema. É hoje que a Tati vai falar se permite o namoro ou se proíbe de vez. E garanto que ela não vai mudar de idéia depois. – disse Fábio para Lucas e Guilherme.

– Ficou sabendo que eles quase mataram um menino no salão de jogos? – perguntou Kelly.

– Fiquei sabendo. Por que brigaram? – perguntou Fábio.

– Um garotinho estava agarrando a Yasmim. – disse Guilherme.

– Estava tentando beijá-la, estava colado nela e ainda admitiu que queria ficar com ela. – disse Lucas.

– Meninos eu entendo que isso dá raiva, mas vocês não podem bater em todos. – respondeu Fábio. – E se brigarem de novo, estaremos fora do concurso.

– Podemos matar um de exemplo. – respondeu Guilherme.

– Só se for um em cada bairro. Meninos isso aqui é cidade grande! A notícia não iria se espalhar pela cidade inteira, a não ser que vocês apareçam na televisão por um repórter sensacionalista. – respondeu Fábio se afastando.

– O que houve entre Lucas e Yasmim? – perguntei quando Fábio se aproximou.

– Nada sério. Briguinha de casal. Ciúmes. – me respondeu Fábio.

– Que bom que não é nada sério.

Fizemos uma ótima apresentação. Iam classificar-se para a próxima etapa do concurso só vinte grupos. Ah, esqueci de falar que haviam quarenta grupos de seis pessoas na etapa anterior. Ficamos em décimo quinto lugar. Nada mal para quem nunca tinha dançado isso antes. Nossos amiguinhos com nomes falsos, Michael e Jenifer, passaram para a próxima apresentação em vigésima colocação.

Alguns minutos antes de dormir chamei Lucas e Guilherme para o nosso quarto.

– Resolveram o problema com Yasmim? – perguntei quando sentaram.

– Eu resolvi. – respondeu Guilherme. – Acho que ela já se acostumou comigo batendo nos rapazes que chegam perto dela.

– E você Lucas? – perguntei.

– Mais ou menos. Yasmim ficou chateada porque deixei o menino com um olho roxo, mas até que gostou.

– Realmente mulheres gostam quando os homens ficam com ciúmes delas. – disse Fábio entrando na conversa.

– Não gostam não. – respondi para ele. – Voltando. Chamei vocês aqui para perguntarem se ainda querem namorar Yasmim e Kelly. Então vocês querem? – perguntei.

– Queremos. – responderam os dois na mesma hora.

– Querem mesmo? – perguntei um pouco chateada.

– É o que eu mais quero. – disse Lucas.

– Concordo. – respondeu Guilherme.

– Tudo bem. Eu deixo, mas nada de namoro durante o trabalho e muito menos dentro dos quatros. Isso serve tanto para quando viajarmos quanto em casa. E não quero beijos na minha frente. E se eu descobrir que aprontaram qualquer coisa, eu proíbo de novo. Entenderam? – perguntei autoritária.

– Eu te amo mãe. – disse Guilherme me dando um beijo e um abraço.

– Não vou decepcioná-la senhora. Serei o melhor namorado do mundo. – começou Lucas agradecendo. – Eu adoro você! – disse ele me abraçando.

– O melhor namorado do mundo sou eu. Não queira roubar o meu lugar. – respondeu Fábio com um pouco de ciúmes.

Depois que os meninos saíram Fábio e eu voltamos a conversa:

– Estou orgulhoso de você, princesa.

– Será que fiz bem em deixá-los namorar? – perguntei preocupada.

– Você fez muito bem. Sem contar que estamos indo bem na missão. Vamos ficar mais um dia? – perguntou Fábio.

– Seria bom. A maioria do pessoal vai ficar. Precisamos investigar mais. – respondi.

– Se aquele chato do professor nos der um dia de folga.

– Se não der não tem problema. Nós mesmos nos damos um dia de folga.

– O professor e o coreógrafo querem nos encontrar no café da manhã. – disse Fábio me beijando.

Enquanto isso Guilherme e Lucas voltaram para o quarto, porém Guilherme não demorou muito a mandar um buquê de rosas junto com uma serenata (que foi feita na porta do quarto) para Kelly a pedindo em namoro. Guilherme havia prometido para Lucas não contar que ele também poderia namorar Yasmin então Guilherme não o fez, pelo contrário, disse para a futura namorada que somente eles poderiam namorar, disse que eu não havia gostado da briga de Yasmim e Lucas e proibi o namoro.

Apesar de Kelly estar chateada por eu ter “proibido” o namoro, não se conteve ao disser sim para Guilherme e beijá-lo.

As rosas que meu filho mandou para a namorada foram lindos lírios brancos, com uma rosa vermelha no centro do buquê, representando seu amor.

Realmente Guilherme puxou Fábio. Bem romântico. A serenata foi instrumental com flautas e violinos, todos que passavam no corredor daquele andar pararam para ver a linda homenagem de Guilherme, até mesmo Yasmim ficou admirando a bela canção.

Lucas tinha planos para quando pedisse Yasmim em namoro, porém esta ficou muito chateada por “eu” não ter permitido o namoro. Sorte que Lucas havia conversado comigo antes de mentir para Yasmim, senão eu iria contar a verdade sem querer. Yasmim veio falar comigo e com Fábio sobre ela não poder namorar e Guilherme sim..

Admito que foi muito difícil ter que mentir para Yasmim e deixá-la tão chateada, mas talvez mais para a frente valha mais a pena ter esperado. Lucas disse que quer que seja um dia inesquecível para Yasmim e nada poderia sair errado, então resolveu esperar que voltássemos para São Paulo.

Fábio e eu tivemos uma ótima noite, parecia que tínhamos voltado para a nossa adolescência. Para vocês terem uma noção de como nos divertimos, jogamos batalha naval e fizemos guerra de travesseiros, mas é claro que a guerrinha de travesseiros não acabou no zero a zero.

Eu acordei cedo, mas fiquei na cama até umas oito na manhã. Levantei, tomei banho, e Fábio já estava acordado.

– Temos que acordar as crianças. Vou fazer o café da manhã. – disse ele levantando.

Parte Anterior
Próxima Parte


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.

Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.