O diário de uma agente 3 – Parte 7


Anteriormente:

– Calma Lucas. Meu pai me contou tudo. Contou que fazem objeção ao nosso namoro, e contou que você foi falar com a minha mãe, e que mesmo levando um não na cara, voltou e depois de alguns dias foi falar com ela de novo. – disse Yasmim rindo.

– Vamos dizer que eu não tive muita sorte. – respondeu Lucas.

– Desculpa por te provocar daquele jeito. É que não queria acreditar que você gostava de mim, quer dizer, queria tanto que fosse verdade, que não acreditei.

Parte 7

– Não se preocupe com isso. Só não faça de novo. Sabia que é muito difícil obedecer a seus pais diante de você? Mas prometi para a sua mãe que iria me comportar, e pretendo cumprir a promessa. – respondeu Lucas.

– Como conseguiu se livrar de mim hoje de manhã e sair correndo? – perguntou Yasmim sorridente.

– Imaginei sua mãe atirando em mim, e seu irmão pisando em cima depois. – respondeu ele pensativo.

Yasmim apenas riu.

– Há essa hora Guilherme e Kelly devem estar no salão. É melhor irmos para lá. Seus pais não vão gostar de nos ver aqui na cama, principalmente por que estou sem camisa.

Fábio e eu fizemos as pazes pela décima vez naquela semana. E para quebrar o clima, fomos dançar, ou melhor, ensaiar para o concurso.

Apesar de tudo que tinha acontecido naquele dia eu estava feliz comigo mesma, afinal, eu tinha um marido super compreensivo. Pra falar a verdade ficar com o coração partido ao ver as carinhas do Guilherme e do Lucas quando eu disse que não poderiam namorar. E depois ver a cara de decepção da Yasmim e da Kelly, quando Fábio contou a verdade para elas.

Ninguém sabia, mas aquele dia me fez enxergar as coisas de outra forma. De como a felicidade dos meus filhos importava muito mais do que um simples capricho meu. Já tinha dominado meu ciúme tantas vezes antes… Por que eu não poderia tentar, se era para o bem dos gêmeos? Claro que naquele dia, não admiti nem ao menos para mim mesma, que eu estava com ciúmes, mas essa era a verdade. Custei a entender que meus filhos estavam crescendo e mais cedo ou mais tarde aquilo iria acontecer.

No dia seguinte acordei mais cedo que todos e fiz um ótimo café da manhã. Acordei Fábio com a nossa música no rádio e uma rosa na cama, mas não fiquei para quando ele acordasse, eu fui ao quarto dos gêmeos e coloquei um lindo vestido e algumas jóias no de Yasmim e um lindo terno no de Guilherme. Fui ao quarto de Lucas e coloquei um terno e um cartão: “Espero que o terno sirva. Se arrume bem, Yasmim estará como uma princesa..” E no quarto de Kelly também coloquei jóias e um lindo vestido, com um cartão: “Guilherme estará te esperando, se arrume”.

Fábio, Guilherme e Lucas desceram prontos e logo começou o interrogatório:

– Por que estamos vestidos assim? – perguntou Lucas.

– Vamos á um concerto onde o ganhador do concurso do ano passado irá se apresentar. – respondeu Fábio.

– E temos que ir assim? – perguntou Guilherme.

– Infelizmente sim. Temos até identidades falsas. – respondi rindo. – Só poderá entrar na apresentação convidados da Rainha da Inglaterra, afinal, a apresentação é em sua homenagem.

– E vamos viajar ainda hoje? – perguntou Lucas.

– Vamos daqui à uma hora. – respondeu Fábio. – Seria bom se as mulheres estivessem prontas na hora, não é Tati?

– Não vou colocar aquele vestido. Odeio roupa de gala. – respondi.

– Você vai ter que colocar. Ou ficará fora da viagem, e você não iria gostar de me deixar sozinho com aquelas duquesas caçadoras de marido.

– Já vou colocar a roupa. – respondi irritada saindo da cozinha.

– Boa estratégia pai. – disse Guilherme rindo quando eu sai.

Depois de uma hora:

– Tatiana! Estamos atrasados! Desce logo. – chamou Fábio ao pé da escada.

– Yasmim! Kelly! Temos que ir. – dizia Guilherme na porta do quarto das duas.

– Já vou Gui. Só falta arrumar a cabelo. – respondeu Yasmim.

– Não vou mais. Pode ir sem mim. – disse Kelly.

– O que houve? – perguntou Guilherme.

– Meu cabelo está muito feio. – respondeu a menina.

– Yasmim você tem que ajudar a Kelly com o cabelo. – pediu Lucas.

– Eu já vi cabelo dela. Está lindo. O Guilherme pode confirmar. Estou ocupada. – respondeu Yasmim.

– Vamos perder o começo da apresentação se vocês demorarem mais. – gritou Fábio.

Eu estava com um vestido preto até o pé, de salto alto, toda maquiada. Desci a escada.

– Você está linda, princesa. – disse Fábio babando em cima de mim.

– Obrigada Fá. E cadê as meninas?

– A Yasmim está quase pronta, mas a Kelly não quer sair do quarto. – respondeu Guilherme descendo.

– Vou ajudar. – respondi indo para o quarto de Kelly.

Kelly estava com um vestido rosa até o pé, com um racho até o joelho. Ela estava linda, mas estava com vergonha do Guilherme.

Yasmim estava de azul, com seu vestido frente única.

Guilherme e Lucas ficaram babando em cima das duas.

– Dá para os dois fecharem a boca? Estão babando no terno. – brincou Fábio.

– Estão todos prontos? – perguntei saindo.

– Estamos. – respondeu Guilherme saindo de braço dado com Kelly.

– Lucas, me ajuda com o colar?

– Claro, meu anjo. Você está mais linda do que nunca.

– Obrigada. – respondeu Yasmim envergonhada.

Logo em seguida Yasmim virou de frente para Lucas.

– Acho melhor nós irmos. – disse Lucas sem jeito.

– Sabia que Guilherme e Kelly se beijaram ontem? – perguntou Yasmim aproximando seu rosto de Lucas.

– Que amigo traidor! – respondeu Lucas indo beijar Yasmim.

– Vocês não vêm não? – perguntou Guilherme voltando para a sala.

– Estamos indo. – respondeu Lucas antes de beijar Yasmim.

– Vocês não poderiam ter esperado eu sair? – perguntou Guilherme saindo da sala. – Que nojo! Minha irmã beijando meu amigo!

Quando olhei para Yasmim tive certeza que se beijaram, mas não falei nada, apenas entramos no carro e fomos para a agência pegar o jatinho.

Chegando ao Palácio Fábio e eu fomos cumprimentar a rainha e deixamos os quatro no jardim.

– O combinado era não beijar. – disse Guilherme de cara amarada para Lucas.

– Estou sabendo que você beijou a Kelly ontem. – respondeu Lucas.

– Eu não a beijei. Ela que me beijou. E você poderia pelo menos ter esperado eu sair da sala. Tive vontade de bater em você. – respondeu Guilherme irritado.

– Dá para o casal parar de brigar e prestar atenção em mim? – perguntou Yasmim. – Ótimo! Gui foi só um beijo.

– Não sei se vou me acostumar com os dois se beijando.

– Não vai precisar. Eles não podem se beijar de novo. Sua mãe ainda não deu permissão. – respondeu Kelly chegando.

– Isso é verdade. – respondeu Lucas. – E vocês se beijaram primeiro.

– Tudo bem. Mas é melhor ninguém saber disso. Meus pais vão nos matar se descobrirem. – respondeu Guilherme.

Nisso, eu o Fábio já estávamos voltando com a rainha.

– Majestade, eu quero que conheça meus filhos. Esse é Guilherme e essa é Yasmim. – falei apresentando os dois.

– Encantada. Seus filhos são umas graças Rouxinol. – respondeu a rainha.

– E esses são Lucas e Kelly. – disse Fábio.

– Muito lindo seu genro e nora, Legião.

– Não são meu genro e nora. Proibimos o namoro. – respondeu Fábio sem querer.

– Mas por quê? –perguntou a rainha indignada

– São muito novos majestade. – respondi.

– O que importa não é a idade minha filha, o que importa realmente são as idéias. Seus filhos me parecem muito responsáveis para crianças. Pelo que sei, eles trabalham, vão para a escola, ajudam em casa, e ainda tem tempo de se divertir. – respondeu a rainha. – Se me permite dizer, o senhor Limon e a senhorita Fifi, estão convidados para me visitarem quando quiserem. O mesmo para a Bonequinha e Pc. Ficarei encantada com a visita.

– Obrigado. – responderam os quatro.

E eu Fábio e a rainha fomos para o outro lado.

– Não tem medo que reconheçam vocês? – perguntou a rainha.

– Não. Só aparecemos em público com nossos nomes verdadeiros com máscaras faciais. – respondeu Fábio.

– E como pretendem ensinar as crianças a dançar em tão pouco tempo? – perguntou.

– Ainda não sei ao certo, mas espero que dê tudo certo. – respondi.

Do outro lado do jardim:

– A rainha pensou que somos namorados. – disse Guilherme.

– Você viu a cara do seu pai? – perguntou Kelly.

– Ele ficou com vergonha por nós. – respondeu Yasmim.

– Precisamos ir, senão vamos perder o começo da apresentação. – respondeu Lucas pegando na mão de Yasmim.

Não fomos reconhecidos e Fábio até recebeu um convite de uma condessa para visitá-la. Só não bati nela por que a rainha estava do lado.

Não passava das quarto horas quando chegamos na agência e demos de frente com o professor e o novo coreógrafo:

– Vocês estão atrasados. O senhor Queiroz marcou as três e meia conosco. – disse o professor.

– Vamos trocar de roupa e já voltamos. – disse Guilherme.

– Não precisam trocar de roupa, é melhor já ficarem com as roupas da apresentação para se acostumarem. – respondeu o professor.

– Que bom! Adoro vestido! – disse Yasmim.

– Não posso usar uma calça? – perguntei.

Fábio riu.

– Não pode Rouxinol. E de agora em diante só quero ver as três de salto alto. – disse o professor.

– E precisam de identidades falsas. Não é permitido parentes dentre os casais. – disse o coreógrafo.

– Eu cuido disso depois. – disse Fábio.

– Ótimo. Podemos começar a aula. Serão quatro horas diárias de treinamento para as crianças e duas para os senhores. – disse o professor.

– E mais duas horas comigo. – disse o coreógrafo. – Como Rouxinol e Legião vão fazer o solo, precisam de três horas comigo.

E assim se passaram cinco dias.

A nossa coreografia era bem simples. As crianças começavam, a certa altura da música Fábio e eu entrávamos enquanto as crianças saíam, e no final as crianças voltavam, concluindo a música.

Kelly estava com um pouco de dificuldade em uma passagem da música, e não tínhamos idéia de como iríamos resolver esse problema.

Tínhamos um dia antes de viajar para a investigação. Eu havia conseguido uma lista completa de todos que estão trabalhando para o concurso.

Fábio havia combinado de ninguém falar português enquanto estivesse no concurso, afinal não estávamos representando o Brasil e sim a Islândia.

Por sorte a mãe de Fábio só viria para o Brasil na época que estaríamos viajando. Fábio ficou um pouco chateado por causa disso, mas achou melhor que fosse assim.

Um dia antes da apresentação já estávamos ficando loucos com o professor e com o coreógrafo, que não saíam do nosso pé:

– Ainda bem que chegamos em casa. – disse Fábio se jogando no sofá.

– Realmente. O coreógrafo não saiu do nosso pé. – respondi.

– Vocês têm que estar perfeitos. São a alma do show. São o casal principal. – respondeu Fábio imitando o coreógrafo.

– Vamos subir mãe. – respondeu Guilherme.

– Depois de amanhã vamos para a Alemanha. Espero que Kelly esteja conseguindo fazer o passo. – respondi.

– Vou treinar. – respondeu Kelly cansada subindo as escadas.

– E vocês vão fazer o quê? – perguntou Fábio vendo Yasmim e Lucas subirem as escadas.

– Tomar um banho. – respondeu Yasmim.

– O que vocês vão fazer Lucas? – perguntei.

– Vamos treinar também. – respondeu ele desanimado.

Depois que todos subiram Fábio pergunta:

– Acabou o seu teste? – perguntou.

– Não. Só vou dar minha palavra final no dia da apresentação. – respondi.

– Vai deixá-los namorar? – perguntou Fábio animado.

– Não sei ainda. – respondi.

– Vai me dizer que não se acostumou com eles como casais? Aquele chato do professor não pára de falar que eles têm que agir como apaixonados, e se abraçarem com mais firmeza… – respondeu Fábio lembrando do professor de dança.

– Já me acostumei sim, mas…

– É melhor tomarmos um banho e irmos investigar. – disse Fábio levantando.

– Não verificamos nem ao menos metade daquela lista. Tem muita coisa para fazer. Não é melhor dar um pouco para as crianças? – perguntei.

– Depois passo lá e dou um pouco para Yasmim e Lucas investigarem.

Tomamos um longo banho. Eu não agüentava mais aquela sandália, já fazia dias que eu não colocava meu querido tênis. Eu não gosto de sandália, elas machucam meu pé!

Para não precisarmos fazer comida Guilherme pediu pizza.

Depois do banho fui levar alguns nomes para Yasmim e Lucas investigarem:

– Lucas! Yasmim! – chamei.

– Entra mãe. – falou Yasmim.

– Estão fazendo o quê? – perguntei.

– Só conversando e vendo Guilherme e Kelly ensaiando. – respondeu Lucas.

– Ótimo então podem ir para o quarto e investigar esses nomes. Acho que aqui tem umas 15 pessoas. É que não vai dar tempo para mim e Fábio pesquisarmos todos.

– Pode deixar mãe. Vamos para o meu quarto e pegamos um note book para agilizar a pesquisa. – respondeu Yasmim pegando a lista.

– Ótimo.

Fábio e eu passamos a noite toda pesquisando nos dados da agência para ver se alguém tinha antecedentes criminais. Guilherme e Kelly conseguiram fazer corretamente o passo, mas já passava de uma da manhã.

Guilherme acordou primeiro e quando foi acordar Yasmim, viu ela e Lucas dormindo abraçados em cima do computador. Ele acordou Lucas e Yasmim que estavam com um tremendo torcicolo.

Na mesa do café da manhã:

– Vocês estão com cara de quem não dormiu de noite. – disse Guilherme.

– E tem razão filho. Não dormimos. – respondi.

– E não estão com sono? – perguntou Kelly

– É só tomar um pouco de café. – respondeu Fábio pegando o café.

– E o que aconteceu com vocês dois? – perguntei para Lucas e Yasmim.

– Dormimos em cima do computador. – respondeu Yasmim.

– Estou todo dolorido. – disse Lucas.

– Podem ficar em casa hoje de manhã. Só vamos fazer a última prova das roupas. – respondi.

– Seria muito bom mãe. – respondeu Yasmim.

– Vocês acabaram aquela lista? – perguntou Fábio.

– Só falta um nome.  Vou verificar daqui a pouco. – respondeu Lucas.

– Ótimo. Nos encontramos mais tarde na aula. – respondi subindo para escovar os dentes.

As roupas da primeira apresentação ficaram muito bem, apesar de serem sociais e chatas de usar. Parece que essa missão nem é minha. Tem tudo que eu odeio nela, tivemos até que arrumar um cabeleireiro e maquiador para a apresentação.

Para mim a pessoa que mais se enquadrava no perfil de bandidos eram uns tais de Sheila e Michael, são organizadores do evento e descobri que usaram identidades falsas para entrar no concurso e agora seus nomes são: Michele e John. Logo conto quando conhecermos esses dois.

Yasmim e Lucas ao pesquisar o último nome da lista encontraram Jenifer. Ela tem ficha na policia com assalto à mão armada.

– É isso que estávamos procurando. – gritou Lucas.

– Uma criminosa. Finalmente um suspeito. – disse Yasmim abraçando Lucas e dando pulinhos.

– Precisamos avisar seus pais. – disse Lucas.

– Vou ligar no C.A. deles. – respondeu Yasmim. – Alo! Gui?

– Oi maninha. Aconteceu alguma coisa? – perguntou Guilherme ao telefone.

– O que está fazendo com o C.A. da mamãe? Deixa para lá. Avisa que encontramos um suspeito. – disse Yasmim.

– E quem seria? – perguntou Guilherme curioso.

– Uma senhora chamada Jenifer. Ela é uma das participantes e tem ficha criminal.

Parte Anterior
Próxima Parte


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.

Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.