O diário de uma agente 3 – Parte 2


Anteriormente:

– Sua menininha vive nos braços do irmão e você não acha ruim.

– Mas é diferente. Guilherme não quer beijá-la. – respondi.

– Vamos fazer assim… Deixa esse seu ciúme todo para mim, e deixa que o Guilherme tenha ciúmes da Yasmim. – disse Fábio rindo e me abraçando.

– Guilherme não vai mais querer saber da Yasmim depois que começar a namorar a Kelly. – respondi.

Parte 2

– Vai sonhando! Aí é que ele vai ter mais ciúme. – respondeu Fábio.

– Não sei não Fá. – respondi meio na dúvida.

– Promete que vai pensar no assunto? – perguntou ele.

– Prometo.

– Ótimo, agora vamos tomar um banho juntos? – perguntou Fábio se animando rapidamente.

Enquanto isso no quarto da Yasmim:

– Kelly, eu não acredito que eu entrei lá no quarto do Gui só de camiseta. O que o Lucas vai pensar de mim? Eu estou com muita vergonha dele! Não posso mais nem olhar para ele.

– Foi tão fofo o jeito que seu irmão te tratou. Ele nem ao menos brigou por você entrar correndo no quarto dele, e foi tão lindo o jeito que ele fez para te acalmar, queria que fosse eu nos braços dele, o abraço dele deve ser tão bom. – respondeu Kelly sonhadora.

– Relaxa! Meu irmão gosta mesmo de você. – respondeu Yasmim acabando de se arrumar.

– Gosta nada. Se ele gostasse já teria demonstrado. Ele teria feito igual ao Lucas quando vocês se conheceram que desafio seu irmão para poder falar com você.

– O Lucas é maravilhoso, mas acho que a atração que ele sentiu aquele dia sumiu.

– Ele quase que foi parar no hospital só para saber seu nome. – disse Kelly.

– É o Gui é muito ciumento! Mas Lucas… Ele nem me dá bola. – respondeu Yasmim triste.

– Ele te ama. Só o jeito que ele te olha quando você está distraída, ele tem um brilho nos olhos quando te olha…

Foi quando Lucas bateu na porta.

– Posso entrar? –perguntou o menino.

– Pode. – respondeu Kelly.

– A Yasmim já se trocou? – perguntou o menino antes de abrir a porta.

– Já. – respondeu Kelly. – Entra logo.

– Cadê a Yasmim? – perguntou Lucas ao entrar.

– Foi se esconder no banheiro. Ela está com vergonha de você. – respondeu Kelly se divertindo com a situação. – Vou tirar ela de lá. Espera um minutinho Lucas.

Yasmim voltou para o quarto, mas não teve coragem de olhar o menino nos olhos.

– Tudo bem Yasmim? – perguntou Lucas.

– Tudo.

– Está com vergonha de mim? – perguntou ele.

– Na… Não. Não estou não. – respondeu Yasmim ainda sem olhá-lo.

– Então por que não olha para mim? – disse ele pegando no rosto da menina para olhá-lo.

Quando Lucas ia se aproximar de Yasmim, Guilherme chega:

– Põe uma blusa Lucas. Não quero você sem camisa na frente das meninas. – disse Guilherme já com ciúmes. – Está melhor maninha? –perguntou mudando o tom de voz para uma voz meiga.

– Estou Gui. Por que eles estavam brigando? – perguntou ela indo se olhar no espelho.

– Não sei. – mentiu o garoto. – E você está linda. – disse vendo a irmã se arrumar na frente do espelho. – Ou melhor, as duas estão. – concluiu.

– Obrigada. – agradeceu Kelly levemente corada. – Gui você pode me ajudar com isso aqui? – disse a menina pegando alguns relatórios inacabados.

– Claro. Só um minuto, preciso falar uma coisinha com o Lucas e já volto. Arruma um canto na mesa para podermos fazer os relatórios. – disse Guilherme docilmente.

Guilherme puxou Lucas, que estava admirando Yasmim, para um canto:

– Não é para nem tentar beijá-la. Já conversamos sobre isso. Minha mãe não autorizou ainda. – disse Guilherme.

– Eu sei Gui, relaxa! Vamos ser cunhados em breve. Só estou admirando minha amada.

– Admira sem tocar. – advertiu Guilherme. – Amigos sim, irmãs à parte.

– Sua irmã é muito linda.

– Linda e sensível. Você sabe que ela gosta de você, não precisa ficar sem camisa perto dela. – disse Guilherme enciumado.

– Nem você. – lembrou Lucas. – Se você pode ficar sem camisa na frente da Kelly, eu posso na frente da Yasmim.

– Certo. Já vou colocar uma blusa. E já que você quer ficar com a Yasmim, vai ensiná-la a mexer naquele programa que desenvolvemos outro dia, assim você fica pertinho dela sem babar em cima. – disse Guilherme rindo.

Quando fui dar boa noite para as crianças, vi Guilherme abraçado com Kelly a ajudando com o trabalho, e Yasmim que dormiu nos braços do Lucas na frente do computador.

– É melhor vocês irem dormir. Vão trabalhar amanhã cedo. – disse para eles quando entrei no quarto.

– Tudo bem. – disse Guilherme.

– Vou colocar Yasmim na cama. – disse indo na direção dela.

– Não precisa mãe. Pode ir dormir. Eu cuido da Yasmim. – disse Guilherme para mim.

– Certo. Boa noite. Colocaram o relógio para despertar ou querem que chame vocês amanhã?

– Já coloquei o relógio. E você e o papai se acertaram? – perguntou Guilherme ainda abraçado com Kelly que estava quase dormindo no seu colo.

– Nos acertamos filho. Não se preocupe.

Depois que saí Guilherme pegou Kelly no colo e colocou na cama, a cobriu e deu um beijo em sua testa. E virando se para o amigo disse:

– Se prometer não acordá-la deixo você colocá-la na cama. – disse Guilherme um pouco pensativo.

– Você é um amigão Guilherme. – respondeu Lucas animado.

– Você agüenta segurá-la no colo? – perguntou Guilherme saindo do quarto das meninas.

Lucas fez à mesma coisa que Guilherme. Colocou Yasmim na cama, deu um beijo em sua testa e disse:

– Durma com os anjos meu amor.

Quando voltou para o quarto com Guilherme:

– Por que me deixou colocar Yasmim na cama? – perguntou Lucas arrumando a cama para dormir.

– Faço isso todo dia, e sei o quanto é bom sentir o cheiro dela, e vê-la dormindo. – disse ele distraidamente. – Sem contar que não seria justo. Eu coloquei Kelly na cama! – disse Guilherme voltando a si.

– Valeu Guilherme. – agradeceu Lucas pensando em Yasmim.

– Não se acostuma. – disse ele sério. – Durma com os anjos meu amor. – zoou Guilherme.

Na manhã seguinte acordei tomei banho e fui fazer o café, enquanto Fábio tomava banho; Guilherme e Lucas acordaram cedo, tomaram banho e enquanto Lucas arrumava as camas Guilherme foi acordar a irmã:

– Yasmim! Maninha, acorda!

– Ainda está cedo Gui. – respondeu Yasmim ainda sem abrir os olhos.

– Temos que trabalhar.

– Só mais 5 minutinhos… – pediu.

– Se demorar vou falar para o Lucas entrar aqui e te ver despenteada.

– Já levantei. E você pode saindo Gui. A Kelly não vai gostar de saber que você a viu dormindo e piorou acordando. – disse Yasmim levantando.

– Fui eu que a coloquei na cama. Já a vi dormindo. – disse Guilherme sorridente.

– Você estava diferente ontem. Não me deu um beijo na mão antes de sair. – disse Yasmim pensativa.

– Deve ser por que não fui eu que te coloquei para dormir. – disse Guilherme saindo do quarto.

Yasmim e Kelly acordaram de muito bom humor naquele dia. Até estranhei, e Fábio também estranhou.

– Dormiram bem meninas? – perguntou Fábio.

– Ótimas! – respondeu Kelly.

– Como anjos pai. – respondeu Yasmim sorridente.

– Ah, seu tio ligou e falou que a sala da Yasmim e do Lucas esta interditada e que vocês dois vão ficar um tempinho na sala do Guilherme e da Kelly. – anunciei para eles.

– Tudo bem mãe. – responderam os gêmeos.

– Mas o que aconteceu na minha sala? – perguntou Yasmim.

– Parece que um dos recrutas do seu pai resolveu treinar antes do teste e acabou com a parede da sala de vocês. – respondi

– Teste? Que teste? – perguntou Lucas.

– Hoje é dia dos novos recrutas fazerem testes de armas, se aprovados entram para a agência. – respondeu Fábio.

– Mas eu não fiz teste nenhum. – disse Lucas.

– Você ajudou os gêmeos em uma missão e foi aceito na agência. A Kelly fez o teste. – respondeu Fábio.

– E foi muito bem. Em falar em teste… Guilherme você tem que treinar a Kelly, ela foi um pouco mal em artes marciais. – disse para eles.

– Mas posso machucá-la, mãe. – respondeu Guilherme.

– Se você treina com sua irmã e não a machuca, porque iria machucar sua parceira? – perguntei.

– Por que é diferente mãe. Comigo ele treinou a vida inteira. – disse Yasmim em defesa do irmão.

– Yasmim! –adverti.

– Mãe, eu ajudo a Kelly se preciso. Guilherme não vai conseguir ajudá-la muito.

– Por que não? – perguntei.

– Por que… – começou Guilherme.

– Porque ele iria tratá-la como me trata e a coitada iria se machucar. – mentiu Yasmim.

– Tudo bem. – respondi.

Quase meia hora depois na agência:

– Obrigado Yasmim. Mamãe não entenderia que não iria treinar com Kelly com medo de machucá-la. – disse Guilherme

– Eu sei Gui. Você ama a minha amiga. Sem contar que eu estava te devendo uma.

– Por quê? – perguntou ele.

– Por me acalmar ontem e também por convencer Lucas de me colocar para dormir.

– Não conven… De nada.

Depois que Yasmim foi falar com Evandro Guilherme foi falar com Lucas:

– O que foi? – perguntou Lucas ao ver a cara risonha do amigo.

– Minha irmã pensa que tive que insistir para você colocá-la na cama ontem.

– Sério? – perguntou Lucas chateado.

– Yasmim é muito teimosa.

– Igualzinho sua mãe. – disse Fábio passando.

– Ela realmente não sabe que gosto dela. – disse Lucas tristemente.

– Acho que ela está tentando me fazer falar que você gosta dela.

– Por que diz isso? – perguntou Lucas.

– Acho que ela gosta tanto de você que acha impossível você gostar dela.

– Você pensa mesmo isso? – perguntou Lucas.

– Acredita em mim. Minha irmã ama você. – disse Guilherme.

– Já que me disse algo tão bom, preciso te dizer o que ouvi a Kelly falando para sua irmã.

– O que ela disse? – perguntou Guilherme empolgado.

– Que fingiu estar dormindo para ver a sua reação, e que parecia que ela estava em um conto de fadas quando você a pegou no colo. – disse Lucas observando as meninas conversando com Evandro e Ricardo.

– Nos saímos muito bem noite passada! – disse Guilherme felizmente.

Enquanto isso eu conversava com Henrique na minha sala:

– Fábio quer que eu permita que as crianças namorem. O que você acha? – perguntei.

– Maninha, seu marido está certo. Você não vai conseguir separá-los por muito tempo, eles até são parceiros e dormem na sua casa.

– É Fábio mandou fazer um quarto para quando Kelly e Lucas forem lá em casa. Ele não gosta que os dois fiquem aqui na agência, sem família. Pelo menos lá em casa eles estão conosco.

– Você já está quase adotando os dois como filhos. – disse Henrique sorridente. – Porque não permitir que eles namorem? Tati pensa bem. Você mesma disse que o jeito que Yasmim olha para Lucas já faz você lembrar de quando conheceu Fábio. Deixe-os serem felizes. Você tem medo do que?

– De que eles me esqueçam.

– Maninha, filhos nunca esquecem a mãe. Seus filhos te adoram. E Lucas e Kelly já são da família.

– Mas Guilherme tem ciúmes da irmã. – tentei arrumar uma desculpa.

– Tati! Guilherme vê Lucas como um irmão. Pare de tentar arrumar desculpa. Veja o meu caso: Patrícia esta na Inglaterra procurando um grande amor… Minha filha é mais nova que os primos, e eu a deixei viajar sozinha. Por que você não pode deixar seus filhos namorarem? Você conhece muito bem a Kelly e o Lucas. – respondeu Henrique.

– Eles são muito crianças ainda.

– Crianças? Guilherme cuida da Yasmim como um pai. E você chama ele de criança? Tati! – exclamou Henrique inconformado e começando a ficar irritado.

– Vamos ver como eles se saem quando Lucas e Kelly começarem a morar lá em casa. Fábio disse que os quartos ficam prontos amanhã. Parece que só falta acabar de montar os móveis. – respondi.

– Ótimo! Combinado.

Cerca do dois minutos:

– Quando chega à próxima missão Henrique? – perguntou Fábio entrando na sala.

– Se não me engano chega hoje de noite, ou amanhã bem cedo. – respondeu Henrique.

– Vai me ajudar com o teste dos recrutas hoje? – perguntou Fábio.

– Não posso. Tenho prova na faculdade. Quem sabe hoje eu ganhe o meu diploma de médico! – disse Henrique animado. – Tenho que ir. E pensa no que eu te disse Tati. Tchau.

– E o quarto do Lucas e da Kelly? Está pronto? – perguntei para Fábio depois que Henrique saiu.

– Quase. Só falta montar o guarda roupa e fazer uma rede com o resto dos computadores da casa.

– Guilherme e Yasmim fazem isso mais tarde. Acha que hoje Lucas e Kelly já vão se mudar para casa?

– Podem ficar no quarto das crianças, e já ir levando as roupas. Hoje eu monto o guarda roupa e amanhã Henrique vai em casa instalar as câmeras de segurança nos quartos. – respondeu Fábio colocando o uniforme.

– Tudo bem. Vou dar a notícia para eles. – respondi.

– Coloque o uniforme. Você tem que me ajudar com os testes hoje.

– Pode deixar. Você me espera para começar? – perguntei.

– Espero. Vou chamar o JJ para supervisionar para não haver fraudes.

Quando eu estava entrando na sala das crianças escutei eles conversando:

– Trouxe o note book Kelly? – perguntou Lucas.

– Esta aqui, Lu. – e virando se para Guilherme continuou. – Temos que terminar os relatórios Gui. Faltam apenas três, fizemos quase todos ontem. – disse Kelly.

– Tudo bem. Yasmim você pegou o comunicador com o tio Ricardo? – perguntou Guilherme.

– Peguei, mas ainda não tive tempo para testar. – disse Yasmim para Guilherme. – Lu, você está muito ocupado?

– Só estou acabando o último relatório da missão. – respondeu Lucas.

– Pode me ajudar a testar esse comunicador? – perguntou Yasmim.

– Ajudo no que você quiser. – disse Lucas se levantando para ajudar Yasmim.

– Está romântico ultimamente Lucas. – disse Kelly do outro lado da sala.

– Por que diz isso Kelly? – perguntou Lucas encabulado.

– Escutei o que você disse para Yasmim ontem quando ela estava dormindo. – respondeu Kelly.

Quando Lucas ia falar alguma coisa Guilherme veio em sua defesa:

– Como sabe que ele disse alguma coisa se você estava dormindo também? Tive até que te colocar na cama. – disse Guilherme fingindo não saber que Kelly estava acordada.

– É que a Kelly acordou depois. Não foi isso Kelly? – perguntou Yasmim.

Foi quando achei melhor interromper a conversa. Entrei na sala bem na hora que Guilherme estava prestes a falar alguma coisa, mas quando me viu desistiu da idéia e Yasmim logo perguntou:

– Tudo bem mãe? Aconteceu alguma coisa?

– Não filha. Vim trazer uma boa noticia para o Lucas e para a Kelly. – fiz uma pausa e voltei a falar. – Estou convidando os dois para morarem lá em casa, já que você não tem família no Brasil e são tão amigos dos meus filhos. O quarto que mandamos fazer para vocês fica pronto amanhã, espero que aceitem o convite e façam a mudança hoje mesmo.

Parte Anterior
Próxima Parte


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.

Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.