Jogando xadrez com os anjos 13


Olá galerinha,
Hoje vim lhes apresentar um livro nacional de uma autora que já é parceira do blog.

Autor: Fabiane Ribeiro

Editora: Universo dos Livros

ISBN: 9788579303234

Ano: 2012

Páginas:  400

Contra – Capa: Inglaterra, 1947. A Europa encontra-se devastada pela Segunda Guerra Mundial, assim como o coração de Anny. A garota de oito anos vê seu mundo desmoronar ao receber a notícia de que não poderá mais viver com os pais e terá que se mudar de casa levando pouco mais que seu tabuleiro de xadrez. Tudo parecia um pesadelo, até que surge Pepeu, um jovem misterioso que mudará para sempre a vida de Anny, levando-a a aprender sobre o mundo e a viver momentos emocionantes sem sair dos canteiros de seu pequeno jardim. Ao lado de anjos que são colocados em sua jornada, a doce menina aprende a enfrentar as dificuldades através de lições de abnegação, fé e amor verdadeiro.

Resumo: O livro conta a história da pequena Anny que mora com seus pais em uma bela casa. A história se passa na pós segunda guerra mundial. Anny é uma criança adorável e inocente.

A pequena criança só tem os dias de sábado para passar com os pais (Cindy e Jefferson) e isso torna todos os sábados especiais, pelo menos até que seus pais a avisam que eles precisaram viajar e ficaram muitos meses fora, forçando a pequena Anny a ir morar com sua professora Jane que mora ali perto de sua casa.

“ Só quero vê-la feliz… Quando a neve cair, vou estar com você… E quando a neve se for, vou lembrar de você… Faça chuva ou sol, vou sorrir ao pensar… Que a levo em meu coração…”

Anny começa a morar com Jane e Hermes – seu marido – e descobre que as coisas não serão tão fáceis como eram antes, além de ficar longe de seus pais descobre que Jane não gosta de crianças e faz Anny começar a ajudar na casa e tem regras bem rígidas a respeitar, como por exemplo, não pode se sentar no sofá ou comer fora do horário das refeições (e somente duas refeições por dia), não pode usar o banheiro durante o dia, pois não é a dona da casa. Anny teve que deixar todos os seus brinquedos em casa e agora só tem uma ovelhinha de pelúcia – Tiara –  como companhia e claro seu jogo de xadrez de crital qu foi o último presente que seu pai lhe deu.

” — Cada um tem a sua história, com conquistas e vitórias – ela pensou -, porque a vida é como um jogo de xadrez: devemos estar sempre prontos para ganhar ou perder; o importante é tentar.”

Depois de algum tempo Anny conhece Pepeu, e ele passa a lhe fazer companhia às vezes, porém tem algum mistério nisso já que Jane não vê Pepeu. Anny cria um mundo mágico ‘O reino Xadrez’ para se distrair e brincar.

O livro é bem triste e melancólico. Muitas vezes tive a impressão que a autora tirou inspiração do livro Poliana que segue um pouco essa ideologia. Não gostei muito do livro, não gosto de dramas, principalmente quando o personagem principal é uma criança inocente que busca a felicidade a todo custo e só encontra sofrimento.

“— Como as crianças podem ensinar os adultos, Pepeu?
— É simples – ele continuou -, as crianças sabem o que realmente importa na vida, acreditam nos sonhos e transformam tudo com pureza e sorrisos. Os adultos deveriam apenas se lembrar de carregar tudo isso, mas sempre esquecem. Aquilo que realmente importa é perdido ao longo do tempo.”

Infelizmente o livro tem alguns errinhos de digitação, não que seja culpa da autora, mas a editora pecou um pouco ai. Algumas cenas não acho que aconteceriam com uma criança, tendo por crueldade quanto por sabedoria em alguns casos.

Livro recomendado para quem gosta de dramas e lições de vida.


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

13 thoughts on “Jogando xadrez com os anjos