Cotoco 7


Olá queridos,

Quem gosta de livros para rir?

CotocoAutor: John van de Ruit

Editora: Intrínseca

ISBN: 9788598078854

Ano: 2010

Páginas: 392

Tradutor: Marcelo Mendes

Contra – Capa: Dois grandes eventos estão prestes a acontecer: a libertação de Nelson Mandela e, o que para o garoto John Milton é ainda mais importante, o início das aulas no internato.

Cercado por pais no mínimo lunáticos, uma avó gagá e colegas de dormitório para lá de estranhos (com apelidos do tipo Lagartixa, Rambo, Rain Man e Cachorro Doido), John (que graças a suas partes íntimas pouco desenvolvidas é debochadamente apelidado de Cotoco) faz o que pode para se adaptar – e tudo indica que não será fácil.

Munido apenas da própria perspicácia e de um diário, Cotoco vive uma série de situações bizarras e divertidas: de mergulhos proibidos no meio da madrugada a acirrados campeonatos de críquete, passando pela caça ao fantasma de um professor e por catastróficas férias em família. E é nas páginas de seu diário que acompanhamos o peculiar – e sobretudo engraçadíssimo – funcionamento da mente de um garoto de 13 anos ao descobrir a vida, a amizade… e a pluralidade da fauna humana.

Resenha:

Neste livro iremos conhecer John Milton, um garotinho sul-africano, branco de 13 anos, classe média baixa, bolsista, com um pai maluco que fica doido quando descobre que Nelson Mandela logo será libertado, e teme que o pais se torno comunista. O garotinho ganha o apelido de Cotoco, e nele encontraremos o dia a dia de personagem, narrado em forma de diário por ele mesmo.

Iremos conhecer um pouco sobre sua familia, amigos, vida, as brincadeiras do dia a dia, a escola – um internato, seu romance, e grosserias e piadas de crianças.

A sugestão do livro é trazer o cotidiano de uma forma leve e divertida, mas você sentirá falta dos diálogos, pois por ser em forma de diário o livro quse não contém.

Quando comecei a ler o livro já vim com expectativas altissimas, pois todos me dizeam o quanto o livro era bom, porém acho que por isso acabei não gostando tanto, esperava muito mais, a começar os diálogos me fizeram muita falta, muita mesmo. As brincadeiras eram legais, mas nunca tinham punições nem expulsões, mesmo as piores.

Achei o livro divertido, mas não tanto assim. Acho que vale a pena dar uma conferida entre dois livros mais pesados e rir um pouco.


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

7 thoughts on “Cotoco