Como (quase) namorei Robert Pattinson 4


Hoje vou falar de um livrinho que ganhei em uma promoção no blog Viajem na leitura e fiquei fascinada da primeira a última página. Para quem gosta de comédias românticas esse é um prato cheio! Sem contar que é nacional!

Autor: Carol Sabar

Edição: 1

Editora: Jangada

ISBN:  9788564850019

Ano: 2011

Páginas: 464

Contra – Capa: “Quando abro os olhos, ali estou eu. Deitada de bruços na areia da praia. E Robert Pattinson está passando óleo bronzeador nas minhas pernas”. >> Aos 19 anos, Duda é literalmente viciada na saga Crepúsculo. Já perdeu a conta de quantas vezes leu os livros da série e assistiu aos filmes. Através de um perfil secreto na internet, ela se comunica com outras fãs do Crepúsculo que, assim como ela, estão totalmente convencidas de que não há garoto no mundo que valha um dente canino do vampiro Edward Cullen. Sua obsessão ganha fôlego com uma temporada de estudos em Nova York, onde ela faz planos mirabolantes para conhecer pessoalmente Robert Pattinson, o ator que interpreta o vampiro nos cinemas. Mas, após um incidente com seus únicos (e insubstituíveis!) livros da saga, Duda entra em verdadeiro surto de desespero. Percebe, então, que uma mudança radical em seu comportamento “crepuscólico” é mais do que urgente. O que ela não esperava era conhecer Miguel Defilippo, seu vizinho na ilha de Manhattan, que é a cara do ator Robert Pattinson! Apaixonante, lindo, rico, misterioso e ambíguo, Miguel acaba se tornando um desejo mais inacessível para Duda do que o próprio astro de Hollywood.

Resumo: Duda é uma menina de 19 anos (prestes a completar 20) que faz faculdade de Jornalismo no Rio de Janeiro. Seus pais são correspondentes da Globo na China, por isso ela não os vê com freqüência.

Duda tem um único problema, ela é totalmente viciada na série crepúsculo. Sabe as falas de cor, conhece todos os atores e já leu o livro mil vezes sem contar as tantas que foi ao cinema ver os filmes. E isso só piora quando ela e sua amigas resolvem ir para NY, para todas: uma chance de se divertir e fazer muitos amigos, para Duda uma chance única de conhecer RP (ator que interpreta Edward Cullen no filme).

Mas Duda já começa com muito azar em NY quando sem querer tranca seus preciosos livros da saga crepusculo dentro do cofre digital. E agora? Como abrir o cofre? Sem os livros o que ela vai dar para RP assinar quando finalmente conhece-lo?

Para a felicidade (ou infelicidade) de Duda, o vizinho, dono do apartamento onde ela esta hospedada com as amigas finalmente chega de viajem. Qual a primeira coisa que Duda faz? Obviamente correr para o apartamento dele e pedir a senha do cofre, mas para o espanto de Duda seu vizinho Miguel é a cara de RP. E agora?

Não sei nem o que dizer sobre esse livro. No começo pensei que não iria gostar, eu gosto de crepusculo, li os livros e vi os filmes, mas não sou tão vicia assim, pensei que o livro só iria falar disso, mas pelo contrário, ele é muito divertido e espirituoso.

Duda é maluca e inocente de mais, ao contrário de suas amigas malucas. Sem contar aquele Pablo (amigo espanhol que ela conhece em NY) e Miguel o vizinho gostosão que é a cara do RP.

O livro é bom para quem gosta de rir bastante com um livro, bem leve e divertido e ao mesmo tempo tão romantico e fofo!

Parabéns mais uma vez aos autores nacionais! Vocês com toda certeza estão arrasando!!

 


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

4 thoughts on “Como (quase) namorei Robert Pattinson