As sete irmãs 8


Olá queridos,

Quem aí gosta dos livros da  Lucinda? Vamos conhecer mais um romance?

as_sete_irmasAutor: Lucinda Riley

Editora: Novo Conceito

ISBN: 9788581635330

Ano: 2014

Páginas: 560

Tradutor: Elaine Cristina Albino de Oliveira

Contra – Capa: Meus dedos tocaram a selenita em meu colar. Tudo o que podia imaginar era que ele foi mandando comigo, como uma espécie de recordação, talvez por minha mãe, quando Pa Salt me adotou. Ele dissera, quando me deu o presente, que havia uma história interessante pode trás daquela joia… Ele esperava que eu perguntasse. E eu desejava com todo o coração, naquele momento, ter perguntado.

Agora que Maia e suas irmãs perderam o pai, cada uma delas tem em suas mãos a decisão de buscar ou não a verdade sobre sua família biológica. Maia não resiste ao chamado do passado e é atraída até o Rio de Janeiro, onde, auxiliada pelo escritor Floriano, irá mergulhar em uma história quase centenária. Nos anos 20, uma paixão devastadora entre uma aristocrata brasileira e um escultor francês é sufocada pelas convenções sociais. Uma pequena placa de pedra-sabão eternizou o amor de Izabela e Laurent, selando o destino de Maia. A escritora best-seller Lucinda Riley mergulhou na cultura e na história do nosso país para conhecer de perto os mitos e verdades sobre a construção de um dos mais emblemáticos monumentos à nossa fé: o Cristo Redentor. O resultado dessa experiência é uma trama surpreendente e sensual, recheada de elementos exóticos. A partir do momento em que, junto com Maia, aterrissamos no Rio de Janeiro, não vamos nos separar dela enquanto não decifrarmos os segredos de seu passado.

Resenha:

Neste livro iremos conhecer uma família um pouco diferente, Pa Salt é um bilionário um pouco misterioso que vive viajando pelo mundo, mas ele sempre que pode volta para a sua casa, ou melhor, seu castelo na Suíça. Ao longo dos anos ele adotou seis meninas, cada uma de um lugar do mundo, ele era fascinado pelas estralas e acabou conhecia como Sete irmãs, mas infelizmente ele nunca conseguiu achar uma menina perfeita para ser a sétima.

”… finalmente comecei a absorver o horror trazido pela perda de Pa. E percebi que o homem que criara um reino em que todas nós éramos suas princesas não estava mais aqui para sustentar o encantamento.”

Infelizmente Pa não é imortal e vem a falecer, após sua morte as irmãs buscam consolo umas nas outras. O advogado revela que Pa deixou pistas da origem de cada uma das irmãs, coordenadas geográficas do exato local de nascimento.

” – Acho que geralmente não merecemos o que temos. Mas talvez no futuro tenhamos o que merecemos – eu disse, quase para mim mesma, e a segui pelo corredor.”

Maia, a mais velha descobre que nasceu na Casa das Orquídeas no Brasil, Rio de Janeiro, e ela é a primeira a partir para a jornada de encontrar suas origens e parte para o Brasil.

‘Vou sentir sua falta todos os dias, mas entendo que não é possível manter um belo pássaro em uma gaiola. Se você o ama, precisa deixar que voe em liberdade.”

Lá ela encontra uma história trágica, cheia de encontros e desencontros, um quebra cabeças e descobre o motivo da adoção.

Como sempre a história de Lucinda revela presente e passado, o presente narrado em primeira pessoa com Maio e o passado em terceira pessoa. A diagramação tornou o livro bem confortável de ler.

”Além disso, esconder-se do mundo não funciona, porque você ainda precisa enfrentar a si mesma diante do espelho toda manhã.”

Uma narrativa envolvente cheia de amores e dramas.

– Mademoiselle, uma vida sem amor é como um francês sem vinho ou um ser humano sem oxigênio.

Um livro para quem gosta de um romance bem detalhado.


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

8 thoughts on “As sete irmãs