Anjo Negro 3


Olá queridos,

Hoje vamos conhecer mais um livro nacional. ‘Anjo Negro’ é um livro cheio de mistérios e aventuras, e claro, com um pouquinho de romance. Quem ai já leu?

Autor: Mallerey Calcara

Edição: 1

Editora: Novos Talentos da Literatur Brasileira

ISBN: 9788577184958

Ano: 2011

Páginas: 207

Contra – Capa:  “Até onde você iria para salvar a pessoa que você ama? Até que ponto se sacrificaria e tudo pelo qual você lutou e acreditou? Para muitos, quando tudo parecia ser o fim, para Darian foi apenas o início. Filho de um Anjo que se apaixonou e se envolveu com um humano, e após ser transformada em mortal, comete suicídio. Com a passagem livre entre os dois mundos, Darian recebe uma proposta do Arcanjo Miguel de recolher dez mil almas que querem ser salvas e colocá-las em uma caixa angelical. Ele vê nesta proposta um meio de amenizar o sofrimento de sua mãe que se encontra no vale dos suicidas. Contando com a ajuda de seu Anjo da guarda, Hadji, ele parte em uma jornada de aprendizagem, mas com grandes conflitos e indecisões. Porém, não só apenas os Anjos do bem o observavam, e uma nova proposta de maior peso, lhe foi feita, por Iblis, o senhor dos infernos: “-… Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa.” Cabendo somente a ele, tomar a decisão de não lhe entregar a caixa ou, de salvar sua mãe e tornar-se um Anjo Negro.”

Sinopse: O livro traz a história de Darian, que vive em um mundo caótico, onde a peste negra domina tudo em Londres. Darian não sabe, mas é um neffilin, um filho de um anjo (sua mãe) com um humano (seu pai). Darian começa a descobrir sobre sua origem e destino quando conhece Hadji, seu anjo da guarda, que lhe explica tudo sobre essa parte de sua vida que ele não conhece.

Darian ganha uma missão, que o próprio arcanjo Miguel lhe dá, salvar almas, recolher as almas das pessoas para leva-las para a salvação. Darian fica honrado com a missão e logo aceita, porém nem tudo é perfeito, assim como existem anjos, demônios também aparecem para persuadir Darian. Iblis, lhe faz uma proposta tentadora, recolher as almas e da-las ao inferno para assim Darian salvar sua mãe que esta pressa no vale dos suicidas, e com isso assumir que é um anjo Negro.

Olivro é bem leve e a escrita bem jovial, o que infelizmente não condiz com a época do livro, assim como custumes, mas para quem não se importa muito com isso o livro é muito bom. Tem muitos erros que a editora deixou passar na revisão. Não acreditei que uma editora conceituada como a Novo Século pudesse deixar tanto a desejar em uma revisão, infelizmente quem sofre com isso é a autora :(.

Gostei bastante do livro, os personagens evoluem ao longo da história e podemos ver essa evolução bem nitida, porém achei o livro um pouco corrido e faltou alguma coisa para me conquistar, mas mesmo assim é um ótimo livro.
Anjo Negro tem uma série de problemas que dificultaram muito a leitura. A história, que se passa na Londres do século XVII, não pode ser reconhecida com um romance histórico, uma vez que a autora não consegue ambientar a obra na época em que escolheu. Usa termos contemporâneos – o que é um pouco dolorido, já que o livro é escrito majoritariamente em primeira pessoa – e demonstra falta de pesquisa em termos de costumes, objetos e vestimenta (sim, o Darian usa cueca!).

Como já comentei hoje vou falar um pouco sobre uma nova autora nacional que veio com mais um belo livro para enriquecer nossa cultura.
O livro conta a história de João que inicia sua jornada em Lisboa, Portuga. Logo no segundo capítulo do livro ele já explica como entrou nesse mundo, um jovem de onze anos sendo guiado pelo avô Benjamim para um ritual estranho e conservador chamado Confraria da Corroa de David, republicanos e deocratas lutado por um bem maior, a liberdade, isso em 1972, retornando ao judaismo.Sua familia passa por vários problemas, seu avô um dia é levado bem meio a guerra colonial e só volta alguns anos depois. Seu pai migrou para a América para trabalhar, e João só tinha noticias por cartas. João ficou responsavel por ensinar hebraico e a tradição judaica a mãe e avó.


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

3 thoughts on “Anjo Negro

  • Vanilda Procopio

    Eu já li Anjo negro e não pude deixar de reparar na falta de ambientação da história. Quero dizer, eu não me senti em Londres, muito menos no século XVII. Quanto à história, achei interessante, mas não achei tudo aquilo. Acho que fui com muita expectativa e não foi tudo que eu esperava. Acho que vem continuação por aí, não é?

    [Responder]