A cidade das cinzas 3


Olá queridos leitores, hoje vamos falar do segundo livro da série Instrumentos Mortais. Quem ai já conferiu o primeiro volume (A cidade dos ossos)? A resenha abaixo pode ter sploilers do primeiro livro!

Autor: Cassandra Clare

Edição: 1

Editora:Galera Record

ISBN: 9788501087157

Ano: 2011

Páginas: 404

Tradutor: Rita Sussekind

Contra – Capa:  Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau… e também o pai de Clary e Jace. Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se sim, qual é o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai? Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.

Sinopse: Cidade das cinzas é o segundo volume da série Instrumentos mortais, onde traz novamente o mundo dos caçadores das sombras.

O primeiro livro ( Cidade de ossos) termina de um modo arrebatador para os fãs e esse livro já começa em um ritmo bom. Clary ainda esta tentando lidar com o coma induzido de sua mãe por magia. Seu relacionamento com Jace esta um caos por causa das recentes descobertas.

As coisas começam a dar errado quando a Inquisidora vem para o instituto atentando contra Jace, pensando que ele esta do lado do pai e não dos caçadores da Sombra, e conhecemos Jace para saber que ele não vai gostar muito disso. A Clave começa a acreditar que Jace é um espião infiltrado e para piorar ainda mais as coisas algumas crianças do submundo começam a morrer misteriosamente.

“- Sim, – disse Jace sem conseguir se conter – fui treinado para ser um gênio do mal desde menino. Arrancar asas de moscas, envenenar o suprimento de água da terra; já fazia de tudo isso no jardim de infância. Acho que todos temos muita sorte por o meu pai ter fojado a própria morte antes de chegar aos estupros e saques que fariam parte da minha educação, ou ninguém estaria a salvo”

Se não fosse tudo isso acontecendo ao mesmo tempo Clary ainda tem que lidar com um grande problema que Simon arranja, um problema que pode mudar a vida dele e de todos perto dele para sempre, se contar essa história do Simon de Clary e ele serem namorados.

Nesse livro Clary traz uma evolução como caçadora das sombras finalmente mantendo o livro em um nível mais elevado que o primeiro, mas ainda sim ela não evolui o suficiente. Seu relacionamento com Simon me irritou
profundamente.

“— Bem, eu não vou beijar o mundano — disse o Jace. — Prefiro ficar aqui para sempre e apodrecer.
— Para sempre? — disse Simon. — Para sempre é muito tempo.
Jace ergueu as sombrancelhas.
— Eu sabia. — disse ele. — Você quer me beijar, não quer?”

Mistérios são postos no livro o tempo todo e alguns são revelados, Valentim se mostra mais nesse livro e acredito que todos passamos a odiá-lo ainda mais.

A cena que mais gostei foi deles no mundo das fadas, então quando chegarem nessa parte me falem o que acharam, eu quase tive um tréco lendo rs.

“- Por mais que tudo isso seja muito divertido – disse a rainha friamente, inclinando-se para frente -, o beijo que vai libertar a menina é o que ela mais deseja. – O deleite cruel no rosto e na voz dela se acendeu, as palavras pareciam esfaquear os ouvidos de Clary como agulhas. – Apenas isso e nada mais.”

Adorei os pontos de vista de Jace e sua participação ainda mais no livro, se é que isso era possível rs

“- Não quero ser homem – disse Jace. – Quero ser movido à angústia adolescente, sem conseguir confrontar os próprios demônios internos e descontando tudo verbalmente nos outros.
– Bem, – disse Luke – nisso você está se saindo muito bem.”

E para finalizar eu quis matar a autora novamente no ultimo capítulo. Quem já leu e não teve essa vontade?

“-Gostaria de conseguir odiá-la – disse ele. A voz era suave, a boca curvada em um meio sorriso despreocupado, os olhos doentes de tristeza.- Quero odiar. Tento odiar. Seria muito mais fácil se odiasse. Às vezes acho que
odeio, e depois quando te vejo e eu…

Estou simplesmente doida para ler o Terceiro livro. Alguém ai pode me emprestar?


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

3 thoughts on “A cidade das cinzas