Samantha Sweet, Executiva do Lar 2


Olá queridos,

Hoje vou apresentar um livro bom para quem quer se distrair da vida com muito bom humor. E vamos para mais um livro de comédia romântica de Sophie Kinsella.

Autor: Sophie Kinsella

Edição: 1

Editora:  Record

ISBN:  9788501076748

Ano: 2007

Páginas: 510

Tradutor: Alves Calado

Contra – Capa: Meu nome é Samantha, tenho 29 anos. Nunca assei um pão na vida. Não sei pregar botão. O que sei é reestruturar um contrato financeiro e economizar 30 milhões de libras para meu cliente.
Samantha Sweet é uma advogada poderosa em Londres. Trabalha dia e noite, não tem vida social e só se preocupa em ser aceita como a nova sócia do escritório. Ela está acostumada a trabalhar sob pressão, sentindo a adrenalina correr pelas veias. Até que um dia… comete uma grande mancada. Um erro tão gigantesco que pode destruir sua carreira. Samantha desmorona, foge do escritório, entra no primeiro trem que vê e vai parar no meio do nada. Ao pedir informação em uma linda mansão, é confundida com uma candidata a doméstica e lhe oferecem o emprego. Os patrões não fazem idéia de que contrataram uma advogada formada em Cambridge, com QI de 158, e que não tem a menor noção de como ligar um forno! O caos se instala quando Samantha luta com a máquina de lavar… a tábua de passar roupa… e tenta fazer cordon bleu para o jantar… Mas talvez não seja tão incapaz como doméstica quanto imagina. Talvez, com alguma ajuda, ela possa até fingir. Será que seus patrões descobrirão que sua empregada é de fato uma advogada de alto nível? Será que a antiga vida de Samantha irá alcançá-la? E, mesmo se isso acontecer, será que ela vai querer de volta? A história de uma mulher que precisa diminuir o ritmo. Encontrar-se. Apaixonar-se. E descobrir para que serve um ferro de passar..

Resumo: Depois dessa resenha ai, não tenho muito que falar, não é? Sem contar que estou virando suspeita para falar dos livros da Sophie…

Samantha é uma advogada brilhante, alias, sua irmão e mãe, também são advogados, por isso ela migra para essas área sem pensar duas vezes. Samantha passa a vida trabalhando para conseguir o posto de sócia de uma das maiores e melhores empresas de Advocacia do país, mas quando digo que ela passa a vida trabalhando estou falando literalmente, ela não sabe nem acender o fogo
no seu fogão, nunca pregou um botão e não sabe fazer nada na cozinha além de um café, ela trabalha o dia inteiro no escritório e todos os dias leva mais uma penca de trabalho para casa. Dormir é para os fracos! Rs

A história realmente começa quando Samantha vê que cometeu o erro mais besta que um estagiário pode cometer, ela a advogada que nunca cometeu um erro na vida acabou de cometer o mais idiota de todos eles. Sua reação? Fugir obvio!

Em meio à bebida e o pânico Samantha vai parar em uma casa luxuosa em outra cidade e sem perceber acaba aceitando um emprego de empregada domestica. Qual o problema nisso tudo além de não saber nada sobre lavar, passar, cozinhar e qualquer outra coisa que ela precise fazer? Ele tem dois dias de folga por semana e um salário quase igual ao antigo.  Isso que é vida!

Samantha descobre novos amigos, uma paixão e aprende a ser uma executiva do lar.

O livro é bem leve, divertido e um humor sem igual. Sophie sabe como trazer uma comédia romântica bem escrita. Obviamente o final é bem previsível, mas o recheio do livro é que traz toda a graça.

Recomendo!

 

E vocês? Já leram? Querem ler? Ficaram morrendo de vontade? Comentem!


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

2 thoughts on “Samantha Sweet, Executiva do Lar

  • Vanilda Procopio

    Adoro comédias e acho que adoraria ler esse livro. O enredo me fez lembra um filme “Presente de Grego”, com a Diane Keaton, da década de 80. Só que no caso dela, que também é uma grande executiva, tem que cuidar de um bebê, sem a menor noção de como se faz. Enfim, gostei bastante da sugestão do livro.

    [Responder]