Delírio 6


Olá queridos leitores,
Hoje vou falar de um livro que distorce a realidade. Alguém ai já leu Delírio?

Autor: Lauren Oliver

Edição:1
Editora:Intrínseca

ISBN: 9788580571646

Ano: 2012

Páginas: 352

Tradutor: Rita Sussekind

Contra – Capa: Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?.

Resumo: Já imaginou um mundo sem amor? Alias, onde ninguém nem mesmo sabe o que é o amor? Já imaginou um mundo onde amar significa estar com uma doença séria que pode te levar a morte? Se você conseguiu imaginar isso imaginou também que o governo deu um jeito de curar essa doença. Sim isso mesmo, as pessoas são curadas para não sentirem amor, é nessa mundo de Lena vive.

Lena é uma adolescente e esta quase ganhando sua liberdade, ser internada e se curar para que nunca possa sofrer de Delia (a doença do amor). Ela quer isso mais do que tudo por que perdeu sua mãe para a doença. Deliria nervosa foi o que sua mãe contraiu e cometeu suicídio. Lena queria ser curada mais do que tudo na sua vida, até que conhece Alex.

“Amor, a mais mortal das coisas mortais: mata quando você tem e quando você não tem. (…) Amor: ele vai matá-lo e salvá-lo, ao mesmo tempo.”

Lena nunca cogitou que poderia pegar a doença da mãe. Lena nunca pensou que poderia sofrer de Deliria Nervosa, porém Alex quebra todas as regras que Lena conhece, e além de tudo ele não é um curado, ele vem de um mundo que não deveria existir, um mundo onde ninguém é curado.

“-Sabe que não é possível ser feliz a não ser que às vezes se sinta infeliz, certo? (…) – Não é possível ser feliz realmente a não ser que às vezes se sinta infeliz. Você sabe disso, certo?”

Lena começa a descobrir o que é o amor, a música a diversão e acaba começando a questionar o jeito da sociedade de viver, por que eles escolhem com quem ela vai se casar, vigiam cada passo seu? Lena começa a ir em lugares que se for pega pode ser morta. É um risco a se correr!

Amor: uma única palavra, algo delicado, uma palavra que não é mais larga ou longa que uma lâmina. É o que ela é: uma lâmina, uma navalha. Ela corre pelo centro de sua vida, cortando tudo em duas partes. Antes e depois. O restante do mundo cai em ambos os lados.

O livro é muito viciante. O romance proibido, as festas, as descobertas, o mundo sem amor. Muito romance e aventura, porém não posso dizer eu amei o livro, para mim ele é quase uma cópia da série Feios (uma menina esta doida para passar pela transformação da sociedade, descobre um cara que vem de fora, se apaixona e desafia tudo e todos para ficar com ele e não ser transformada).

E vocês o que acharam?


sobre Vanessa Sueroz

Autora dos livros Confusões em Paris, Minha última chance, Odiado Admirador Secreto, Presente de Aniversário, Eu te amo mais e Três Botões.


Obrigada pela visita. Por favor, deixe um comentário com a sua opinião, isso é muto importante para nós.

6 thoughts on “Delírio